JavaScript must be enabled in order for you to see "WP Copy Data Protect" effect. However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser. To see full result of "WP Copy Data Protector", enable JavaScript by changing your browser options, then try again.

Como iniciar as crianças no esporte?

Dúvidas sobre nossa programação?
Ligue agora mesmo para (61) 98454-9958 (com WhatsApp).
IMG_7249

Iniciar as crianças na natação é um tema bastante discutido e complexo. Um bom profissional precisa estar atento a essas informações. Confira a seguir o que separamos para você!

Idade

As opiniões se dividem quando pensamos na melhor idade para que um bebê inicie na natação. Quando a criança ainda não nasceu, ela vive em meio aquático, na barriga da mãe. Não perder a lembrança do ambiente uterino é a justificativa para aqueles que defendem que os bebês podem iniciar aos 3 meses de idade, logo após completar as vacinas.

Apesar disso, é muito difícil encontrar alguma natação que aceite crianças com essa idade, pois os riscos de se contrair alguma doença ou infecção é alto, devido à não formação completa do sistema imunológico.

Divisões das aulas por idade

A aula de natação infantil, assim como todos os esportes, não pode ser igual para todas as faixas etárias. Afinal, a criança passa por diferentes fases de aprendizagem. Confira uma boa ideia de divisão em uma escola de natação infantil:

  • 3 meses a 6 anos: ambientação ao meio aquático;
  • 7 a 13 anos: aprendizado das técnicas da natação;
  • acima de 13 anos: participação em equipes e pré-equipes de natação, visando à competição.
Frequência

A frequência recomendada é de 2 a 3 vezes por semana. Quanto menor a criança, menor deve ser o tempo de aula. Para bebês, por exemplo, o indicado é que a duração seja de 30 a, no máximo, 45 minutos. Isso porque o sistema de regulagem de temperatura ainda não está bem formado, e logos períodos de exposição à água podem favorecer a hipotermia.

Técnicas iniciais

A natação para crianças não deve ser estimulada de forma competitiva. Além de poder afastar os pequenos das aulas, há uma grande incidência de lesão em crianças que iniciam na natação competitiva antes dos 12 anos.

Portanto, as técnicas iniciais devem esquecer um pouco a competição e o nadar perfeito, e focar mais a aprendizagem e a vivência da criança na piscina. A partir dos 7 anos, é possível começar a adicionar o ensino dos nados. Confira a seguir algumas formas de introduzir a natação na vida de uma criança.

1. Começar na água rasa

As crianças devem conhecer a piscina sempre em um local no qual se sintam seguras. Por isso, não é indicado que se utilize uma piscina com uma grande profundidade. O ideal é que tenha algum ponto da piscina em que a criança consiga ficar em pé, sem que todo o corpo fique submerso.

2. Ensinar o movimento das pernas

A criança está acostumada com um ambiente terrestre, em que suas pernas se movem de determinada maneira, para que ela consiga se deslocar. Na piscina, obviamente, isso muda.

Sendo assim, um dos ensinamentos deve ser focado no movimento das pernas na água. Ao aprender isso, a criança pode se sentir mais segura para realizar as próximas tarefas e conseguir se deslocar dentro da piscina.

3. Treinar a respiração

As brincadeiras são excelentes propostas para treinar a respiração das crianças na piscina. Pedir que façam bolhas em baixo d’água, de forma lenta, média e rápida, pode ser o início do estímulo para que elas passem a mergulhar sem precisar “tapar o nariz”, por exemplo.

Outro tipo de treinamento de respiração é pedir que elas falem palavras embaixo d’água, enquanto os colegas precisam adivinhar que palavras foram ditas.

O ideal é sempre envolver alguma brincadeira de forma lúdica, para que a criança não se sinta pressionada a realizar a tarefa nem com medo. A partir da diversão, naturalmente, ela pode ir encaixando a respiração.

4. Estimular a confiança na criança

A criança pode ter medo da água por diversos motivos: experiências passadas, atitude da família, falta de confiança no professor, pressão dos colegas etc.

O medo não deve ser tratado como algo natural, e o professor precisa saber identificar o motivo. A partir da resolução desse problema, torna-se mais fácil conseguir obter a confiança da criança. Outras formas de estimular a confiança é encorajando, elogiando, repreendendo gentilmente, e brincando amigavelmente.

Quais as habilidades essenciais para um professor de natação infantil?

Diferente dos esportes coletivos, que se assemelham entre si, o ensino da natação requer um pouco mais de atenção do professor. Principalmente, porque as crianças não estão em meio terrestre, ao qual estão acostumadas.

Para auxiliar nas aulas, preparamos este tópico, em que mostraremos as habilidades essenciais de um bom professor de natação. Vamos nessa!

1. Conhecimento técnico do esporte

Em primeiro lugar, o profissional deve ter conhecimento do esporte. Ou seja, o educador físico deve ser capaz de observar uma criança nadando e saber exatamente o que ela está fazendo de certo e errado e, principalmente, o porquê de ela estar executando um gesto de uma maneira não eficiente.

Essa percepção deve acontecer até mesmo nos anos iniciais, em que as crianças têm o primeiro contato com a água e grande parte das aulas partem do princípio da ludicidade e da brincadeira. Isso porque, se a criança automatizar qualquer gesto de forma errada, posteriormente, torna-se muito mais difícil de ela reproduzir de maneira correta.

2. Ser paciente

Trabalhar com crianças é um exercício de paciência, em especial, no meio aquático, em que, muitas vezes, a atenção delas pode se dispersar facilmente devido a diversas possibilidades diferenciadas que a piscina proporciona.

O professor deve ser uma pessoa paciente, que consiga organizar a turma, fazendo a aula fluir com naturalidade. A perda de paciência constante nas aulas pode fazer com que os alunos não se sintam confortáveis e deixem de realizar a prática.

3. Criatividade

A diversificação das aulas é a chave para o sucesso quando se trata de crianças. O professor precisa ser criativo e variar nos exercícios, sem deixar de lado o objetivo de realizar cada atividade.

Uma grande dica é utilizar variações na mesma tarefa. Dessa forma, todos os alunos podem participar, desde os que tem mais dificuldade até os mais experientes. Para conseguir isso, o educador físico tem que estruturar muito bem as aulas e utilizar ao máximo a sua criatividade.

4. Boa comunicação interpessoal

A didática do professor é muito importante na hora de iniciar as crianças no esporte. De nada adianta o educador físico ser o melhor nadador se ele não conseguir ensinar isso aos outros.

O bom professor não é aquele que é o melhor na atividade, mas sim o que consegue fazer com que os alunos entendam e realizem a tarefa da melhor maneira possível. Por isso, a comunicação interpessoal é tão importante.

Quando falamos de criança, essa comunicação deve vir acompanhada do entendimento delas. Ou seja, o professor não deve utilizar termos técnicos a todo momento. O legal seria mesclar esses termos, com palavras e exemplos que façam parte do cotidiano dos pequenos.

5. Afinidade com crianças

Essa dica talvez seja a mais relevante: um professor de natação infantil precisa gostar muito e ter afinidade com as crianças. Todo o esforço pode ser perdido se não houver uma boa sintonia entre alunos e professor.

O educador físico deve gostar de trabalhar com crianças e ficar satisfeito em responder às inúmeras dúvidas que fazem parte do universo dos pequenos. Além disso, ele deve se esforçar para se inserir no mundo infantil, estando por dentro de assuntos relacionados à rotina da criança, como desenhos, músicas e filmes.

6. Estar sempre atualizado

Podemos relacionar a última habilidade a uma tarefa que o professor deve realizar constantemente: a busca pela atualização e o conhecimento. As tecnologias mudam com rapidez, assim como as técnicas de ensino, os objetos disponíveis etc.

Se um professor ministra as mesmas aulas por alguns semestres seguidos, sem nenhuma alteração, com certeza, ele está deixando de acrescentar alguma novidade e melhoria no ensino.

Para aqueles já formados, a melhor forma de conseguir se manter atualizado é por meio de cursos. Atualmente, os cursos online têm sido muito requeridos, já que podem se encaixar nos horários de cada um com facilidade. Sendo assim, procure algum que se encaixe naquilo que você está querendo aprender. Só não vale deixar de buscar conhecimento, certo?

A introdução de modalidades esportivas na infância é de extrema importância para que as crianças possam se tornar adultos saudáveis, com boa capacidade motora e com menos chances de desenvolver doenças crônicas.

A natação infantil, como vimos, é uma excelente opção de modalidade e muito escolhida pelos pais, principalmente, de bebês. Portanto, é uma excelente oportunidade de mercado para todos os educadores físicos.

Devido à complexidade da tarefa, no entanto, é preciso que o professor esteja preparado para ensinar da melhor forma possível na natação infantil. O nosso objetivo ao final deste post é que você, que chegou até aqui, consiga realizar essa missão de ensinar na natação infantil com sucesso!

SOBRE O PROGRAMA PEDRO PAULINO

São 06 programas para atender diferentes idades. Nosso programa oferece um ambiente acolhedor, seguro, monitorado e estimulador para promover ações de ensino-aprendizagem, favorecendo a inserção cultural, social e senso de responsabilidade de seus alunos a partir de um novo conceito de desenvolvimento e cuidado com seu filho.

Nosso método mistura o que há de melhor em técnicas de desenvolvimento infantil aliadas à metodologias do esporte. Esta iniciativa possibilita o desenvolvimento das motrizes em relação aos aspectos afetivos, cognitivos e sociais dos envolvidos, respeitando cada etapa do desenvolvimento humano.

Nossos horários são flexíveis, não existem emendas de feriados entre em contato com nossa central de atendimento. Solicite um orçamento. Diferencial que faz com que você possa contar sempre conosco para deixar o seu filho e ter a certeza de que ele será bem cuidado.

Dispomos de berçário, creche, contra turno escolar, colônia de ferias, hotelzinho e a brinquedoteca.

Veja Mais

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através do navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.