JavaScript must be enabled in order for you to see "WP Copy Data Protect" effect. However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser. To see full result of "WP Copy Data Protector", enable JavaScript by changing your browser options, then try again.

Entenda tudo sobre a importância dos esportes para crianças

Dúvidas sobre nossa programação?
Ligue agora mesmo para (61) 98454-9958 (com WhatsApp).
IMG_4471

A infância é a fase dos aprendizados e o início da criação de hábitos. Nos primeiros anos de vida o ser humano começa a ser introduzido a inúmeras experiências, que ajudam a desenvolvê-lo. Nessa fase, há uma grande importância dos esportes para crianças, já que, por meio deles, elas podem adicionar diversa habilidade no seu repertório motor, socializar com outras crianças da mesma faixa etária e manter-se em movimento.

Criar o hábito de praticar esportes desde pequeno aumenta as chances de não se tornar um adulto sedentário. Além disso, previne doenças que eram comuns apenas há adultos, mas que já estão aparecendo precocemente em crianças, como diabetes, pressão alta e problemas cardiovasculares.

As vantagens dos esportes para crianças são muitas e, para que você descubra cada uma delas, preparamos este post recheado de informações sobre o assunto. Então, se você quer saber um pouco mais sobre a relação dos esportes com as crianças é só continuar acompanhando. Vamos nessa?

Esportes no desenvolvimento da criança

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aconselha que todas as crianças que tenham entre 5 e 17 anos se exercitem por pelo menos 60 minutos todos os dias. Esse tempo pode ser espaçado ou dividido entre mais atividades. A seguir vamos comentar um pouco mais sobre os aspectos que fazem o esporte excelente para o desenvolvimento da criança.

Desenvolvimento físico

Muitas pessoas, ao associar os esportes à infância, acreditam erradamente que o exercício trará prejuízos para o desenvolvimento físico da criança. Entretanto, quando não há exageros e as atividades são devidamente adequadas de acordo com a faixa etária da criança, as consequências são muito positivas.

O primeiro sistema a tirar proveito da prática esportiva é o musculoesquelético. Como o nome já diz, ele é formado por músculos, ossos e articulações que, ao serem utilizados durante o desenvolvimento, crescem fortes, protegendo uns aos outros e prevenindo futuras lesões.

O sistema cardiorrespiratório que agrega órgãos vitais, como o coração e o pulmão, também é contemplado. A capacidade respiratória do indivíduo que se exercita melhora, se comparado ao sedentário, e, juntamente a isso, ocorrem a aceleração do metabolismo e o aprimoramento do condicionamento físico, que ajudam a evitar o aparecimento de problemas de saúde precoces e futuros.

Desenvolvimento intelectual

A importância dos esportes para crianças não está ligada apenas a melhorias físicas. O desenvolvimento intelectual também tira proveitos desse hábito. Durante um jogo, principalmente aqueles em que há interação com o adversário, a criança tem que tomar decisões e resolver problemas o tempo todo: em que lugar da quadra se posicionar, para qual lado se movimentar, para quem passar a bola etc.

Para escolher entre as opções, há um fluxo de informações que está relacionado às ações motoras previamente armazenadas na memória dos pequenos. A criança observa a situação e, de acordo com o repertório salvo e disponível de gestos, ela responde.

Por exemplo, ao receber a bola no futebol ela detecta o objeto vindo em sua direção e, a partir desse momento, toma a decisão de como realizará o domínio, passe ou a condução. Quanto maior for o número de situações novas em que a criança for submetida durante a prática esportiva, mais elevado será o repertório de gestos motores salvos.

Como consequência disso, o raciocínio dos pequenos passa a ser ágil, tornando a capacidade de tomada de decisão mais rápida, bem como contribuindo com o desenvolvimento da criatividade. Além disso, quanto mais vezes eles repetirem os movimentos que já conhecem, mais aperfeiçoados ficarão em cada um deles.

Por fim, alguns aspectos prejudiciais ao desenvolvimento intelectual de uma criança podem ser prevenidos pelo esporte. Entre eles podemos citar a capacidade de concentração, que pode ser melhorada, e contribuir para um rendimento mais elevado nos estudos.

Além disso, a ansiedade e a depressão podem ser reduzidas e combatidas pela prática de atividade física, proporcionando à criança uma melhor qualidade de sono e dias mais leves e felizes.

Desenvolvimento social

O ser humano vive em sociedade e é dependente dos seus semelhantes. É impossível alguém sobreviver sozinho, sem que haja uma vida compartilhada com outras pessoas. As crianças, quando nascem, são apresentadas a um pequeno círculo social que é composto pelos pais, parentes e amigos mais próximos.

Quanto menor for a vida em sociedade da criança, mais difícil poderá ser para ela se relacionar com outras quando começar a frequentar a escola. Isso pode acontecer em qualquer fase da infância, desde o maternal até nas idades mais avançadas.

Para resolver esse problema que muitas famílias passam, o esporte aparece como uma solução muito eficaz para estimular o desenvolvimento social. Por meio dele é possível realizar a inclusão das crianças em grupos e diminuir as diferenças entre elas, principalmente a disputa existente entre meninos e meninas.

O mais indicado é que aqueles que apresentam dificuldade de relacionamento com os colegas iniciem alguma atividade esportiva coletiva, como o futsal, o handebol, o vôlei ou o basquete, entre outras. Afinal, os esportes coletivos têm a função de unir os atletas em prol de um bem maior: o bom desempenho da equipe.

Cintra IT - Seu site profissional responsivo! Ligue (61) 98416-7091

Nesse momento, a figura do educador físico é de extrema importância para que as crianças que apresentam uma maior dificuldade de relacionamento sejam acolhidas pelo grupo. É dever do treinador organizar a equipe de forma que todos socializem e participem das atividades.

Já os pais devem ficar atentos ao comportamento dos seus filhos. É importante nunca forçá-los a jogar um esporte que eles não queiram. A criança deve participar de atividades esportivas por livre e espontânea vontade. A dica é experimentar! Permita que eles provem diferentes modalidades até que se encaixem naquela que desperta maior interesse ou que se sintam mais à vontade.

Desenvolvimento emocional

Incluir o esporte na rotina das crianças pode ajudá-las a lidar melhor com as emoções. O controle dos sentimentos desempenha um papel muito importante no rendimento esportivo e esse aprendizado pode ser repassado para outras situações da vida, contribuindo como um todo no desenvolvimento emocional do ser humano.

Crianças que praticam esportes aprendem a lidar desde cedo com as próprias emoções, afinal, uma partida esportiva pode ser vivenciada a partir de um grande mix de sentimentos, como o sucesso, a superação, a vitória, a raiva, a frustração, a tristeza, entre outros. Todos eles podem estar presentes em momentos próximos, dentro de um mesmo jogo.

Além de ter que controlar e vivenciar todos os seus conflitos e prazeres internos, os pequenos que participam de modalidades coletivas também devem lidar com os sentimentos dos colegas e dos adversários. Essa experiência é enriquecedora e pode ensiná-la a ser gentil com o rival quando ganhar e a saber que, em uma próxima oportunidade, poderá vencer caso perca.

Benefícios do esporte no desenvolvimento motor infantil

O esporte é uma excelente forma de estimular as crianças e permitir que elas vivenciem, aprendam e aperfeiçoem muitas habilidades motoras. É importante que os profissionais de educação física, assim como os pais, conheçam as fases do desenvolvimento motor e os benefícios que as atividades esportivas podem trazer aos seus filhos ou alunos.

Veja a seguir as informações que trouxemos sobre este assunto!

Fases do desenvolvimento motor infantil

Em cada idade a criança deve ser capaz de realizar alguma habilidade. Por isso, o desenvolvimento motor infantil é classificado conforme a faixa etária. Confira a seguir qual estágio está associado a cada ano de vida:

  • 0 a 1 ano — fase motora reflexiva: o bebê age por reflexos até absorver as informações necessárias para que eles sejam inibidos;
  • 1 a 2 anos — fase motora rudimentar: com o desenvolvimento do córtex, os reflexos agora são substituídos por movimentos voluntários;
  • 2 a 3 anos — fase motora fundamental inicial: aqui ocorrem as primeiras tentativas de reproduzir uma habilidade motora fundamental (exemplo: andar, correr, saltar, arremessar, rebater, receber, volear, quicar, chutar, trepar, rolar);
  • 4 a 5 anos — fase motora fundamental elementar: há um maior controle e coordenação dos gestos realizados nas habilidades motoras fundamentais;
  • 6 a 7 anos — fase motora fundamental madura: a criança já deve ser capaz de reproduzir movimentos controlados e coordenados nas habilidades motoras fundamentais;
  • 7 a 14 anos — fase motora especializada: as habilidades motoras fundamentais (HMFs) aprendidas na fase madura começam a ser gradualmente combinadas para que sejam aplicadas e utilizadas em atividades esportivas mais complexas, bem como no lazer e no cotidiano;
  • 14 anos ou mais — fase de aplicação dos conhecimentos adquiridos: a partir dos 14 anos o adolescente alcança o topo do desenvolvimento motor e passa a reproduzir todas as habilidades aprendidas em atividades que ele deseja se especializar;
Habilidades motoras fundamentais

Durante a infância, as HMFs devem ser apresentadas e desenvolvidas pelas crianças. Contudo, para que esse desenvolvimento motor ocorra, as crianças necessitam de profissionais de educação física e esporte planejando as atividades e oferecendo oportunidade, instrução e encorajamento. Essas atividades podem ser divididas em três categorias principais:

  1. atividades que envolvam a manipulação de objetos, como receber, passar, arremessar, chutar, rebater, quicar etc.;
  2. atividades que exijam uma estabilização corporal, como rolar, se equilibrar, virar estrela etc.;
  3. atividades locomotoras, como saltar ou correr.

A partir dessas diretrizes as crianças desenvolvem o seu repertório de gestos motores, os quais serão levados para a vida inteira, incluindo para a fase adulta e para a terceira idade. Isso é importante, pois diversas atividades cotidianas exigem que as HMFs sejam aplicadas.

Principais benefícios

As crianças desenvolvem ações motoras desde bebês até a fase da velhice. Porém, o período mais sensível, considerado ótimo para a aquisição das HMFs é a infância (entre 2 e 12 anos). Quanto mais oportunidades elas tiverem para treinar e repetir os gestos, melhores elas serão nessas tarefas e, por esse motivo praticar esportes na infância é um grande benefício para o desenvolvimento motor do indivíduo.

Quando uma criança joga algum esporte ela está treinando e aperfeiçoando muitas ações motoras que ajudarão a ajustar a sua postura, melhorar a coordenação, a agilidade, a flexibilidade, o condicionamento e a saúde.

Durante uma partida de futebol, por exemplo, a criança é exigida a todo o momento. Além disso, o esporte é uma forma mais descontraída e saudável dos pequenos se desenvolverem. Normalmente, quando estão jogando, eles estão se divertindo.

O ideal é que as crianças não dediquem toda a infância a somente uma modalidade, mesmo que ela deseje ser um atleta em determinado esporte. Isso porque, quanto mais variações de jogos ela experimentar, maior será a quantidade de informações armazenadas a respeito de gestos e performances. A consequência disso são vantagens futuras em uma carreira esportiva ou benefícios que poderão ser desfrutados no cotidiano da vida adulta.

Como vimos, os benefícios dos esportes para crianças são muitos. Por meio dele é possível que haja um desenvolvimento integral, englobando fatores cognitivos, físicos, sociais e afetivos que contribuem para que a criança possa crescer feliz e com qualidade de vida.

Apesar das grandes vantagens, é preciso estar atento para que não haja uma sobrecarga, prejudicando o desenvolvimento. Sendo assim, devemos sempre lembrar como são positivos os esportes para crianças, mas sem se esquecer de que isso deve ser sinônimo de brincadeira e diversão.

Agora que você já sabe tudo a respeito da importância dos esportes para crianças, compartilhe este post em suas redes sociais e faça com que seus amigos também aprendam sobre o assunto!

Cintra IT - SCintra IT - Tudo para sua empresa ou negócio viver bem na web.

Veja Mais

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através do navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.